Acabe HOJE com os sintomas que você está sentindo

6 Tratamentos Alternativos Para A Síndrome Do Pânico

Outros Sintomas Da Síndrome Do Pânico

Como tratar as causas da síndrome do pânico, e não apenas os sintomas, sem recorrer a remédios.

Causas e Sintomas

A síndrome do pânico é um estado emocional caracterizado pela apreensão, inquietação, medo, pavor, incerteza e preocupação excessiva. Sintomas físicos que geralmente acompanham a síndrome do pânico incluem insônia, suor, respiração curta, palpitação no coração, dores no peito, diminuição da libido, náusea e diarreia.

A síndrome do pânico se torna um caso de saúde mais delicado quando os sintomas ficam excessivos e persistem indefinidamente, causam estresse emocional ou quando os sintomas começam a interferir com as atividades normais do dia-a-dia.

A síndrome do pânico geralmente refere-se ao ataque de pânico, que é uma descarga intensa e repentina de medo e pavor, combinado com a diminuição da respiração, suor excessivo, coração acelerado e a sensação de que vai morrer.

As causas exatas dos ataques de pânico em qualquer pessoa são desconhecidas. A síndrome do pânico pode ser acionada por conta de um estresse intenso ou um evento traumático, tal como morte de um ente querido, acidente ou divórcio, enquanto outras pessoas tem síndrome do pânico sem uma razão específica.

Fatores psicológicos e hereditários podem contribuir para a síndrome do pânico. Certas substâncias ou drogas, ou a abstinência destas substâncias, também podem disparar o pânico.

Substâncias que mais causam pânico inclui cafeína, descongestionantes, remédios para asma, e abstinência de álcool, tabaco, cafeína, certos medicamentos e outras substâncias viciantes.

Revelado como acabar c/ seus ataques de pânico hoje mesmo com estas estratégias simples…

Tratamento e Prevenção Complementar Sem Remédios

No tratamento alternativo para a síndrome do pânico, seu médico pode prescrever muitos métodos naturais:

1. Praticantes da medicina natural tem usado ervas incluindo a kava kava e erva-de-são-joão como tratamentos alternativos eficientes. A kava é bem conhecida por seus efeitos calmantes e promete diminuir os sintomas de nervosismo.

Porém, recentemente a Anvisa emitiu avisos sobre seus efeitos adversos no fígado. A valeriana é outra erva muito usada por causa dos seus efeitos calmantes. A erva-de-são-joão tem mais pesquisa apoiando sua segurança no uso para tratar a síndrome do pânico, e também como tratamento para depressão leve e moderada. Sua eficácia no tratamento da síndrome do pânico ainda carece de mais provas.

2. SAMU é outro suplemento que tem sido usado no tratamento do pânico.

3. Eliminar cafeína e álcool, reduzir o consumo de açúcar, alimentos processado com muito açúcar, carboidratos refinados e alimentos com aditivos e conservantes podem ajudar a diminuir os sintomas da síndrome do pânico. Para minimizar dores de cabeças e outros sintomas da abstinência, faça a redução da cafeína gradualmente. Em vez de bebidas com cafeína, experimente beber chá de camomila, que pode relaxar você sem causar sonolência ou vicio.

4. Cálcio, magnésio, vitaminas do complexo B contribuem para a saúde e para o funcionamento otimizado do sistema nervoso. Esses nutrientes também estimulam a produção de neurotransmissores, químicas que podem ajudar na comunicação das células nervosas.

5. Técnicas práticas de relaxamento como a meditação, ioga ou relaxamento progressivo também são remédios naturais alternativos que ajudam a aliviar ou transtorno do pânico. Sua rotina deverá incluir exercícios cardiovasculares, que produz químicas que melhoram ou humor, chamadas endorfinas, que faz com que o corpo use o oxigênio com mais eficiência.

6. Técnicas de controle da respiração podem ajudar durante um ataque de pânico. Quando um ataque aparecer, tente este exercício de respiração: inspire lentamente contando até quatro, espere por alguns segundos, expire lentamente contando até quatro, espere alguns segundos, e repita este ciclo até o ataque de pânico passar.

Você faz algum tratamento para síndrome do pânico sem remédios?

0 comentários… add one

Leave a Comment