Acabe HOJE com os sintomas que você está sentindo

Como Lidar Com O Medo E Ansiedade Crônica

Hoje vamos apontar coisas que você pode fazer sozinho para trabalhar seu medo e ansiedade.

Não vamos cobrir as várias técnicas e terapias valiosas disponíveis com um tratamento profissional com psicólogos ou psiquiatras. Estes são essenciais para aqueles que já passaram algum trauma ou estão sofrendo de ansiedade e medo crônico intenso.

Evite Evitar

O único jeito de lidar com o medo é encarara-lo. Evitar o medo nos impede de seguir em frente, e nos deixa ansioso. Terapeutas não vão conseguir ajudar você se você evitar tudo, incluindo as estratégias.

Se você passou por uma experiência traumática, é especialmente importante trabalhar com um terapeuta para criar um ambiente seguro onde você possa encarar seu medo e reconstruir suas memórias.

Outra técnica em situações mais leves é usar técnicas de meditação para entender como o medo aparece e como fazê-lo ir embora.

Tudo o que você precisa fazer é sentar em um lugar silencioso e observar o momento presente. Se o medo e ansiedade aparecer, reconheça esses sentimentos. Assista eles se levantarem. Assista eles passarem pelo seu corpo. Observe-os como eles são, não tente se livrar deles ou mudá-los.

Revelado como acabar c/ sua ansiedade crônica hoje mesmo com estas estratégias simples…

Como disse um monge vietnamita, “toda vez que o seu medo for convidado, toda vez que você reconhece seu medo e sorri para ele, seu medo vai perder um pouco de força”.

Desenvolva Um Sensor Saudável De Controle Pessoal

A ênfase no “controle pessoal”. Pessoas corajosas concentram suas energias nas situações que elas têm ampla influência, em vez de situações que estão fora do controle delas. O orador sereno, atribuído a um teólogo americano, expressa esse pensamento muito bem:

“Deus, garanta-me serenidade para aceitar as coisas que eu não posso mudar,
A coragem para mudar as coisas que eu posso mudar
E a sabedoria para distinguir a diferença”.

Promova Positividade

O medo faz a gente notar e lembrar de eventos negativos, o que reforça nossa sensação de que o mundo é um lugar assustador.

Nós podemos trabalhar para mudar isso ao reparar deliberadamente no que tem de positivo, na alegria que nós sentimos quando vemos alguém que amamos, o prazer de um dia ensolarado, a beleza na natureza, a diversão de um dia no parque, o humor em uma situação.

De acordo com uma pesquisa, a positividade amplia nossa perspectiva, nós literalmente ficamos com uma vista mais ampla, o que nos oferece mais opções.

E quanto mais nós praticamos positividade, mais ela cresce, criando uma resiliência que nos permite funcionar bem até mesmo em momentos difíceis.

Encontre Um Significado

O medo pode destruir nossa maneira de enxergar o mundo.

Quem já passou por um trauma também pode ter experimentado perdas reais que os leva a questionar o significado da vida.

Sobreviventes de um trauma também sentem culpa do que aconteceu, sentindo, ilogicamente, que eles poderiam ter prevenido o que aconteceu, e essa culpa também pode contribuir para o sobrevivente duvidar do significado do ocorrido em suas vidas e de sua vida.

Porém, independentemente de sofremos de ansiedade e medo por um trauma, é importante redescobrir um senso de propósito.

Um estudo de fatores que contribuem para a longevidade descobriu que indivíduos capazes de encontrar significado em uma experiência traumática, como ir para a guerra ou sofrer um assalto, e conseguem restabelecer um senso de segurança em relação ao mundo são aqueles que retornam a comportamentos saudáveis e se cuidam mais.

Uma terapia usada com sucesso em veteranos da guerra com transtorno do estresse pós traumático é logoterapia, que significa literalmente “curar-se através do significado”. Parte dessa terapia é simplesmente deixar o paciente contar suas histórias e se sentir compreendido, o que ajuda a curar o trauma.

Outra parte é descobrir uma maneira de usar as habilidades e experiência, incluindo as habilidades aprendidas com o trauma, de uma forma significante.

Por exemplo, um veterano de guerra que passou um bom tempo desabrigado, pode achar significado em ajudar outros desabrigados. O aspecto do propósito oferece uma maneira prática de explorar o significado.

Procure Apoio

O medo também pode nos fazer sentir desconectados de outras pessoas.

O estudo sobre a longevidade descobriu também que um dos fatores chave para a longevidade das pessoas que passaram por experiências traumáticas nas suas vidas foi a força dos seus relacionamentos sociais.

Existem muitas razões para isso. Os amigos e a família podem nos ajudar a fazer uma avaliação realista da ameaça.

Com o apoio de outros, nós nos sentimos mais auto confiantes com a possibilidade de lidar com os problemas. Fisicamente, ter um ente querido por perto nos acalma e reduz a reação de luta ou fuga.

Vá Caminhar Na Natureza

Assim como mostra o novo campo das terapias baseadas na natureza, contemplar a natureza reduz o medo e ansiedade, e aumenta os sentimentos de prazer.

Ao olhar para um cenário de beleza natural, as pessoas descrevem seus sentimentos com palavras como calmo, lindo, felicidade, esperança e alívio.

Estar conectado com a natureza não apenas faz as pessoas se sentirem melhores emocionalmente, mas também reduz a pressão sanguínea, batimentos cardíacos, tensão muscular e a produção de hormônios do estresse, ou seja, tudo o que causa ansiedade e medo.

Portanto, quando você estiver lutando com sentimentos de medo ou ansiedade, procure um parque ou um espaço verde e vá caminhar ou correr. Além dos efeitos restauradores da natureza, o exercício físico também vai ajudar no seu humor.

Conclusão E Recomendações Finais

Enfrente seus medos e ansiedades para eles não desgastarem suas energias. Identifique maneiras de criar um senso de controle pessoal na sua vida.

Pratique técnicas de redução do estresse, tais como meditação ou exercícios aeróbicos. Mude seu foco para as emoções positivas na sua vida diária. Trabalhe para identificar significado e propósito na sua vida. Tenha o apoio de outros. Vá caminhar ou correr em um parque.

Faça pequenas ações que aumentam a segurança e reduz a violência na sua comunidade. Envolva-se com sua comunidade e ambiente. Sugira ou apoie políticas que envolvam a segurança de todos.

E finalmente, mesmo sendo desafiado pelo medo, não ignore outras partes da sua vida. É possível encontrar o bem estar em relacionamentos e em novos propósitos mesmo durante seu processo de mudança.

O que você tem feito para enfrentar seus medos? Compartilhe!

1 comentário… add one

  • Olà boa noite. Adorei imenso ler este artigo, em relação ao meu caso me identifiquei aqui. Eu a muito tempo que estou sem namorada porque sempre q demonstre serto interesse por uma rapariga nunca consigo fazer as coisa de forma natural. Minha ansiedade cresce, meu medo aumenta, fico falando coisa com coisa em que eu próprio também não entendo. Fico atrapalhado q acabo tremendo e elas percebem o meu estado inseguro q resulta em fracasso. Minha idade está avançar e não vejo futuro em mim. Elresultado, acabo em depressão.

Leave a Comment