Acabe HOJE com os sintomas que você está sentindo

O Jeito Inteligente De Combater Ansiedade E Depressão

ansiedade depressao

Você está se sentindo triste, negativo, preocupado e não consegue se livrar de pensamentos ansiosos? Você está com dificuldade de dormir, sofre de baixa libido e já perdeu a alegria de viver?

Tudo isso são sintomas comuns da depressão, e quando você falar com seu médico sobre esses sintomas, ele ou ela geralmente logo dá uma prescrição que lhe dá uma esperança de cura rápida.

O médico consulta você rapidamente, na agenda apertada dele, e sem falar muito sobre sua situação específica, você sai do consultório com um receita de remédios antiansiedade e antidepressivos. Mas antes de aceitar essa receita, é melhor você pensar duas, três ou até quatro vezes se precisar.

O Dr. Daniel Amen, um psiquiatra especialista em tomografia, tem uma abordagem diferente. Ao longo de 30 anos, ele já ajudou muitas pessoas a superarem os transtornos ameaçadores de humor com medicamentos.

“Infelizmente, os remédios pioravam as pessoas, especialmente antes de eu começar a analisar o cérebro com a tomografia, quando eu estava metaforicamente lançando dardos no escuro em meus pacientes.

Medicamentos podem ser eficazes quando são apropriadamente segmentados depois de um trabalho minucioso, mas eles também podem ser um desastre se usados incorretamente”.

Embora o doutor Daniel não seja contra remédios para ansiedade e depressão, ele é totalmente contra ou uso indiscriminado como esses medicamentos são prescritos por muitos profissionais da área médica, sem um trabalho compreensível, sem dizer claramente para os pacientes sobre os efeitos colaterais em potencial, sem dizer que as pesquisas não mostram resultados claros no longo prazo e sem apresentar opções alternativas de tratamento.

Ou uso exagerado desses medicamentos está destruindo nossa sociedade. Foi estimado que o uso de antidepressivos subiu 400% nas últimas duas décadas e praticamente 1/4 de todas as mulheres entre 40 e 59 anos fazem uso frequente de antidepressivos.

A eficácia geral dos antidepressivos foi alvo de muito questionamento na última década, com estudos de larga escala mostrando que os antidepressivos mais populares não são mais eficazes do que o placebo (pílulas de açúcar), exceto para os pacientes com casos mais graves de depressão.

O doutor Thomas Insel, diretor do Instituto Nacional da Saúde mental escreveu em 2009, “A triste realidade é que os medicamentos atuais ajudam pouquíssimas pessoas a melhorarem e pouquíssimas pessoas se tratam completamente”.

Além disso, poucos médicos dizem para seus pacientes que tomar medicamentos psiquiátricos podem afetar negativamente seus planos de saúde.

Planos de saúde tendem a ver pacientes com problemas psiquiátricos com maior risco e acabam cobrando mais caro ou negando cobertura, afirma o Dr. Daniel.

“Eu tenho visto isso acontecer repetitivamente para pacientes que eu já tratei ao longo dos anos.

Revelado como acabar c/ seus ataques de pânico hoje mesmo com estas estratégias simples…

Estes medicamentos não funcionam sem efeitos colaterais, especialmente na área da disfunção erétil, ganho de peso e recaída. Pacientes que começam a tomar antidepressivos ou anti ansiedade tendem a ter maior taxa de recaídas do que aqueles que nunca tomaram.

Uma das principais razões para os antidepressivos serem ineficientes em estudos de larga escala é que a maioria dos médicos aprenderam que a depressão é um transtorno simples ou único: ‘está com depressão? Tome um remédio’”, diz Daniel.

Depois de começar a ver o cérebro 22 anos atrás através da tomografia, o Dr. Daniel começou a notar que essa forma de pensamento estava simplesmente incorreta.

“Dar o diagnóstico de depressão é como dar o diagnóstico de dor no peito. Médicos não dão diagnóstico de dor no peito porque existem uma infinidade de causas diferentes tipos de tratamentos. Pode ser causado por diversas coisas como um ataque cardíaco, arritmia, pneumonia, úlcera, ansiedade, luto ou flatulência. Dar a todo mundo o mesmo tratamento para dor no peito é loucura.

Com a depressão é a mesma coisa. Ela pode ser causada por uma perda, luto, tireoide desequilibrada, câncer no pâncreas, trauma cerebral, toxinas, obesidade, diabetes, apneia do sono e muito mais (problemas de tireoide ou apneia sono não são tratados com antidepressivos).

Estima-se que perto de 30% a 40% de todos os casos de depressão têm causas não identificadas. Sem um trabalho minucioso, em possível saber a causa”, comenta ele.

Na clínica do doutor Daniel, os pacientes recebem uma abordagem mais natural sempre que possível. O trabalho de tomografia leva a tratamentos naturais, como dieta, exercícios e suplementos nutricionais, já que muitos dos medicamentos pioram as imagens cerebrais.

Por exemplo, benzodiazepinas causam diminuição da pressão sanguínea geral no cérebro e fazem o paciente ficar com uma imagem cerebral parecida com pacientes alcoólatras. Recentemente, foi descoberto que essa classe de medicamento tem sido associada com um aumento no risco de demência.

E Então, Qual É O Jeito Inteligente De Tratar Ansiedade E Depressão?

Se você está ansioso ou deprimido e isso está durando mais de duas semanas, faça um diagnóstico médico minucioso, incluindo exames de sangue e de tireoide detalhados.

Antes de começar com alguma medicação, a menos que sua condição seja grave, tente algumas dessas intervenções simples:

  • Exercícios (ande como se você estivesse atrasado, por 40 cinco minutos por dia)! Em um estudo comparando exercícios físicos com antidepressivos, os dois são igualmente eficazes depois de três meses, exercícios físicos são mais eficientes depois de 10 meses.
  • Uma dieta saudável e anti-inflamatória. Livre-se dos alimentos processados e açúcar, alimentos que viram açúcar rapidamente. Uma dieta mediterrânea se mostrou ter efeitos antidepressivos.
  • Comece a tomar suplementos de ômega três, especialmente na forma de EPA. Recomenda-se começar com 3000 mg de óleo de peixe por dia.
  • Obtenha ajuda de um terapeuta para matar os pensamentos negativos automáticos, que dão combustível para a depressão. Padrões de pensamento negativos são uma das causas da ansiedade e depressão.

Sua ansiedade está lhe causando depressão e/ou vice versa?

0 comentários… add one

Leave a Comment