Acabe HOJE com os sintomas que você está sentindo

Diagnóstico Da Síndrome Do Pânico Em Idosos

sindrome-do-panico-idosos

A síndrome do pânico ocorre com menos frequência em idosos do que em adultos jovens e raramente começa pela primeira vez na terceira idade.

A síndrome do pânico que começa na terceira idade deve ser avaliada por um médico especializado para conduzir uma pesquisa cuidadosa em busca de algum transtorno depressivo, doença física ou remédios que podem estar contribuindo para a presença da síndrome do pânico.

Quando a síndrome do pânico acontece em idosos, os sintomas são semelhantes aos sentidos por pessoas mais jovens. Os idosos, porém, podem ter menos sintomas e menos graves também.

O ato de evitar situações e lugares também são menos frequentes em idosos. Como a síndrome do pânico é tipicamente uma condição crônica recorrente, seu tratamento exige uma abordagem de longo prazo.

Não existem pesquisas científicas feitas especificamente para o tratamento da síndrome do pânico em idosos. Portanto, as recomendações com relação à administração desse transtorno em idosos devem partir das pesquisas feitas com pacientes mais jovens.

Revelado como acabar c/ seus ataques de pânico hoje mesmo com estas estratégias simples…

Inibidores seletivos de recaptação da serotonina, antidepressivos tricíclicos, benzodiazepinas e terapia cognitiva comportamental são tratamentos eficazes para a síndrome do pânico.

Não existem diferenças consistentes na eficácia entre classes de medicamentos e terapia cognitiva comportamental.

Além disso, não existem previsões confiáveis sobre a reação de um tipo de tratamento comparado com outro.

A escolha do tratamento, entretanto, depende da avaliação dos riscos e benefícios de cada tipo de tratamento (levando em conta condições físicas e psiquiátricas), preferência do paciente, custo e disponibilidade de terapeutas treinados em técnicas cognitiva comportamental.

Como regra geral, medicamentos antidepressivos são mais indicados do que a benzodiazepinas como primeira linha de tratamento para síndrome do pânico em idosos, especialmente em função do alto nível de comorbidade (presença simultânea de duas doenças crônicas) entre síndrome do pânico e transtornos depressivos.

Dos antidepressivos, os inibidores seletivos de recaptação da serotonia são recomendados como a primeira escolha de tratamento para os pacientes idosos. Pacientes idosos ansiosos geralmente confundem os sintomas da ansiedade com os efeitos adversos dos medicamentos.

O tratamento, portanto, pode ser melhor absorvido se começar com uma dosagem baixa dos antidepressivos, para evitar a exacerbação inicial da ansiedade (e depois gradativamente aumentando a dosagem para o nível terapêutico), acompanhamento frequente durante as primeiras semanas de tratamento, discussão sobre os efeitos adversos em potencial e discriminação de qualquer preocupação e dúvidas que o paciente possa ter em relação aos medicamentos.

2 comentários… add one

  • Tive depressão aos 11 anos depois disso tudo foi calmo agora com 20 anos tá querendo min pegar começei a tomar flouxetina e melhor um pouco mais estou com ansiedade,crise de pânico fui pra igreja sabado tive que sair da igreja pensei que meu coração ia sair pela boca me ajude por favor

  • ola bom dia!
    Estou preocupa estou me sentindo muito ruim as vezes sinto que vou morrer
    e choro muito me dar tonturas nauseias, e tudo isso quando estou perto de uma
    pessoa amigo do meu esposo eu fico assim, ele ta me dando pânico é só falar nele me dar isso meu coração acelera e eu não paro de chorar isso é possível
    sentir isso de alguém já pensei em procurar um psicologo não sei o fazer.

Leave a Comment