Acabe HOJE com os sintomas que você está sentindo

Como Eu Superei Meu Medo De Voar Em 7 Passos

Você fica morrendo de medo só de pensar em colocar o pé dentro de um avião?

Caso afirmativo, eu sei exatamente como você se sente.

Eu era assim.

E como eu detonei meu medo de voar?

Adotando uma série de truques mentais simples que me levaram de “odeio viajar de avião” para “que coisa incrível é viajar de avião”.

Você também consegue, mas antes de mostrar a você como, deixe-me compartilhar minha história.

Eu tinha tanto medo de viajar de avião que sempre que eu entrava em um, eu ficava convencido de que ia morrer.

E isso era antes do avião levantar voo.

O que eu achava tão assustador?

Não era o medo de voar em si.

Meu medo era de cair.

Um Cérebro Obcecado

Sempre quando eu pensava em viajar de avião, eu já imaginava a sensação de estar caindo do céu.

É por isso que meu cérebro obcecava em qualquer coisa que poderia fazer isso acontecer, como uma asa quebrando ou uma bomba.

No decorrer de alguns anos, essas preocupações se intensificaram.

Eventualmente, ataques de pânico no meio do voo viraram uma rotina na minha vida.

Foi quando eu desenvolvi um novo (e altamente poderoso) medo: o medo do próprio pânico.

Nem precisa dizer que esse medo se tornou alto realizável.

E foi aí que eu parei de voar de uma vez… os ataques de pânico eram muito mais fortes do que eu.

Pelos próximos dois anos e meio, eu escolhi fazer todas as minhas viagens de carro ou ônibus. Porém, a inconveniência era só uma parte do problema.

Mais sério do que a inconveniência era o jeito que essa fobia me fazia sentir.

A resposta curta? Como um perdedor. Um fracasso. Um desastre.

Leia também: 10 Formas De Parar A Ansiedade Rapidamente

Hora De Agir

Dois anos e meio depois, meu ego não aguentava mais.

Eu sabia que precisava voltar a voar.

Logo eu me matriculei em um curso para superar o medo de voar patrocinado por uma companhia aérea e finalmente… depois de um duro processo mental… consegui colocar os pés em um avião novamente.

Isso foi em 2006.

Desde então, eu já voei dezenas de vezes por todas as partes do mundo.

De fato, agora eu moro em Londres, e já perdi a conta de quantas vezes eu voei entre Brasil e Inglaterra.

Durante esse tempo, eu experimentei e testei muitos truques mentais desenvolvidos para voar sem medo.

Portanto, se você odeia voar ou tem ataques de pânico durante um voo, aqui vão os passos que eu recomendo.

Passo 1: Construa A Mentalidade Certa

Superar seu medo de voar é um processo difícil, frustrante e lento.

Para ter sucesso, é preciso coragem e a habilidade de gerenciar uma montanha-russa de sucesso e fracasso.

É por isso que é extremamente necessário ter determinação para vencer.

Mas como você consegue essa determinação?

O truque é enxergar o processo como se fosse um jogo divertido, e não uma tarefa aterrorizante.

Você precisa aplicar a mesma energia e entusiasmo que você aplicaria se estivesse aprendendo um esporte novo, um instrumento ou idioma.

Depois que você ver o processo dessa forma, seus níveis de motivação vão disparar, bem como sua capacidade de gerenciar fracassos inevitáveis.

Passo 2: Fique Menos Ansioso

Uma das melhores formas de melhorar seu medo de voar é reduzir seus níveis de ansiedade. Especialmente a ansiedade que não é específica, aquela que você carrega 24 horas por dia.

Porque?

Porque na minha experiência, pessoas que têm um medo de voar tende a ter maiores níveis dessa ansiedade não específica do que outras pessoas. Isso significa que elas reagem com mais medo para todos os eventos estressantes da vida.

Por exemplo, imagine que uma porta na sua casa fechou sozinha com muita força, sem você esperar.

A pessoa com maior nível de ansiedade não especifica vai ficar mais assustada do que qualquer outra pessoa na casa.

Ao reduzir seus níveis de ansiedade não específica, tudo que envolve voar vai parecer menos assustador.

Por exemplo, considere a turbulência.

Se sua ansiedade não especifica fosse menor, você se sentiria menos ansioso quando o avião estiver chacoalhando.

Você também se sentiria menos nervoso quando estiver simplesmente imaginando uma turbulência.

Qual é o segredo para eliminar sua ansiedade não especifica?

O truque é praticar uma técnica de relaxamento. Diariamente.

Eu faço meditação, mas eu comecei com relaxamento muscular progressivo.

Não importa qual técnica você usa, desde que ajude você a relaxar.

O que importa é fazer isso diariamente.

20 minutos é o ideal, mas 5 minutos é melhor do que nada.

Leia também: Causas E Soluções Para Síndrome Do Pânico No Avião

Passo 3: Aprenda Como Funciona Um Voo

Para superar seu medo com sucesso, você precisa saber como são construídos os aviões e como eles funcionam.

Especificamente, você precisa preencher sua cabeça com fatos sobre as coisas que mais preocupam você.

Porque?

Porque seus medos são disparados quando pensamentos negativos aparecem na sua cabeça.

Especialmente os pensamentos “e se”.

Esses são pensamentos do tipo “e se o motor falhar quando estivermos decolando”?

Você não consegue fazer esses pensamentos negativos sumirem de vez da sua cabeça, mas você consegue parar de deixá-los tão assustador.

Como? Desafiando eles com fatos.

Por exemplo, depois que você entende porque a turbulência não é um problema para os aviões, você consegue questionar seus pensamentos negativos sobre turbulência à medida que eles aparecem na sua cabeça.

Passo 4: Comece Com Pequenos Passos

Eu acredito muito no que os psicólogos chamam de “exposição gradual”.

A ideia é que você se exponha para o que mais te dá medo, mas pouco a pouco.

Por exemplo, se você tivesse medo de altura, você não iria subir até o topo de um prédio de 50 andares no primeiro dia de tratamento.

Em vez disso, você simplesmente passa um tempo no primeiro andar até se sentir confortável com a ideia de estar em um prédio alto.

Depois, no segundo dia, você pode se esforçar e subir alguns andares.

Depois disso é só continuar empurrando seu limite até chegar no topo.

Com o avião é a mesma coisa, você deve começar com as coisas que menos incomodam você.

Por exemplo, vamos supor que sua tremedeira normalmente começa quando você chega no terminal para pegar um voo.

Nesse caso, você deve começar o tratamento visitando o aeroporto só para passar algum tempo ali no terminal.

Você não vai voar para lugar algum, seu objetivo é simplesmente passar algum tempo ali até não se sentir estressado ou ansioso.

Para muitas pessoas, será necessário mais do que uma visita.

Se isso parece bobo, é o que deveria parecer.

Afinal, o objetivo de cada estágio da terapia é conquistar um estado de tédio.

Depois que uma situação temida se torna um festival de bocejos, você precisa subir de nível para o próximo elementos na sua hierarquia de medo.

Por exemplo, agora que você está feliz por estar em um terminal sem medo e sem ansiedade, você vai querer embarcar em uma aeronave.

Passo 5: Use Técnicas De Visualização

Um problema com a técnica da exposição gradual é que você não consegue se expor gradualmente ao voo.

Afinal, depois que você coloca o pé dentro de um avião, você está obviamente comprometido com o voo por completo.

Felizmente, as técnicas de visualização oferecem um jeitinho.

A ideia é se colocar em algum lugar seguro, como sua casa, por exemplo.

Em seguida, você se imagina em uma situação que você acha assustador.

Depois disso, à medida que os pensamentos negativos aparecem na sua cabeça, você desafia esses pensamentos com os fatos que você pegou antes.

A ideia é fazer isso exaustivamente até a situação que você está visualizando parar de soar ameaçadora.

Pode parecer bobagem, mas funciona como mágica. E é um ótimo jeito de praticar a arte de desafiar pensamentos negativos.

Leia também: Como Lidar Com O Medo E Ansiedade Crônica

Passo 6: Foco No Voo

Depois que você adquiriu as habilidades dos outros passos, você precisa agora se expor a uma experiência de voo completa.

Porém, você não vai simplesmente querer entrar em um avião e rezar para as coisas serem melhores do que costumavam ser.

Em vez disso, você precisa fazer o que eu chamo de “foco no voo”.

O que isso significa?

Isso significa experimentar o voo de maneira bastante deliberada.

Por exemplo, vamos supor que você odeia decolagem.

Antes de você ter foco no voo, você passa um tempo aprendendo o que verdadeiramente acontece durante uma decolagem.

Em outras palavras, você se concentra nos sons, vistas e sensações.

Armado com esse conhecimento, você entra no avião e deliberadamente observa esses sons, vistas e sensações à medida que eles ocorrem.

Ao fazer isso, você tira o mistério do processo.

De repente, tudo que antes parecia assustador agora é lógico e seguro.

Como você deve começar seu programa de foco no voo? A sugestão é começar com o tipo de voo que menos assusta você.

Por exemplo, qualquer voo de curta duração.

Depois que você ficou confortável com esses voos de curta duração, você precisa dar um passo à frente e tentar voos mais longos ou voos que apresentam coisas que deixam você nervoso (como voar sobre o mar).

A ideia é progressivamente se expor a todos seus medos antigos até que nenhum deles incomodem mais você.

Passo 7: Continue Voando (E Muito)

Para impedir que seu medo volte, você tem que continuar voando regularmente.  Para sempre.

Caso contrário, as habilidades que você aprendeu podem começar a enferrujar e os velhos medos podem voltar.

Qual é a frequência de “regularmente”?

Não existe uma regra, mas eu diria que você deveria ter o objetivo de fazer um mínimo de uma viagem de ida e volta a cada quatro meses.

Quanto mais, melhor.

0 comentários… add one

Leave a Comment