Acabe HOJE com os sintomas que você está sentindo

13 Coisas Para Lembrar Se Você Ama Uma Pessoa Com Ansiedade

Se você já leu outros artigos desse site, você sabe que a ansiedade é uma coisa difícil de lidar.

Não apenas para a pessoa que tem algum transtorno de ansiedade, mas também para você, que convive com essa pessoa.

É emocionalmente desgastante para as duas partes, e a ansiedade de um parente, amigo ou cônjuge pode exigir muito de você o tempo todo.

Muitas vezes, planos precisam ser mudados para acomodar esse problema de ansiedade.

Situações precisam ser evitadas.

O planejamento de tudo precisa ser muito mais meticuloso.

Necessidades emocionais podem mudar diariamente.

Dá muito trabalho cuidar de uma pessoa com ansiedade.

Isso é compreensível, portanto considere essas três coisas quando você estiver lidando com alguém que tem transtorno de ansiedade.

1. Elas São Muito Mais Do Que Apenas Pessoas Com Transtorno De Ansiedade.

Ninguém gosta de ser definido por uma doença.

Se você realmente quer ser uma pessoa que apoia alguém com um transtorno de ansiedade, lembre-se que, não se esqueça de lembrar ele ou ela que você ama o indivíduo por trás do transtorno.

Reconheça que a pessoa é muito mais do que as manias e medos dela.

Parece senso comum fazer isso, porque nós não saímos por aí falando com as pessoas apontando os seus maiores defeitos ou doenças, mas as pessoas têm uma tendência de cutucar problemas de saúde mental.

Eles ainda são seres humanos com toda a complexidade que todo mundo tem.

Não se esqueça disso.

Leia também: 10 Coisas Que Você Pode Fazer Para Melhorar Sua Ansiedade Em Situações Sociais

2. Elas Podem Ficar Cansadas Com Facilidade.

A ansiedade é exaustiva.

Parece que as únicas pessoas que entendem o quanto um transtorno da ansiedade ou síndrome do pânico realmente é exaustiva são as pessoas que também foram diagnosticadas com transtornos da ansiedade.

Ansiedade faz as pessoas viverem num estado super tenso o tempo todo.

Eles estão sempre em alerta, a mente raramente relaxa e o corpo está sempre pronto para lutar ou fugir.

Com essa atenção exagerada, vem a fadiga.

Situações em que pessoas sem ansiedade consegue atravessar normalmente, são muito mais exaustivos para as pessoas com ansiedade.

Alguma vez você já teve uma semana de trabalho estressante, onde todo dia você acorda pensando “Nossa, espero poder tirar uma folga em breve”?

Essa é a vida de uma pessoa ansiosa todo santo dia, e isso cansa.

Lembre-se disso a próxima vez que você forçar alguém com ansiedade para ser mais “produtivo”.

3. Elas Ficam Sobrecarregadas Com Facilidade.

Assim como o estado de alta tensão mencionado no item 2, pessoas ansiosas também ficam sobrecarregadas facilmente por causa da ansiedade.

Elas ficam exageradamente atentas a tudo o que acontece em volta delas.

Cada barulho, cada ação, cada cheiro, luz, pessoa ou objeto.

Para alguém funcionando nesse estado tão alerta, uma situação que não parece tão angustiante (por exemplo, reparar que algumas pessoas estão conversando em uma sala) pode provocar um ataque de ansiedade.

Quando tentar incentivar alguém com ansiedade para ir em algum lugar, tenha em mente que os estímulos que você gosta pode ser extremo demais para eles.

Tente não forçados a passar pela situação.

Tenha em mente que eles podem fugir a qualquer momento.

4. Elas Sabem Muito Bem Que A Ansiedade Exagerada É Irracional Na Maior Parte Das Vezes.

Estar ciente da irracionalidade não diminui os pensamentos acelerados.

Só porque a pessoa sabe da irracionalidade, isso não vai parar a criação de centenas de cenários catastróficos, o que de pior pode acontecer.

Se fosse tão fácil quanto dizer “ok, isso é irracional — não precisa se preocupar tanto com isso”, a grande maioria das pessoas vivendo com ansiedade não teria mais problema nenhum.

Uma das piores coisas sobre ansiedade é o quanto a pessoa consegue ficar ciente da irracionalidade.

Mostrar para a pessoa que tal coisa é irracional não ajuda — eles já sabem disso.

O que eles precisam é de compaixão, compreensão e apoio — eles muito raramente precisam de conselhos sobre como tal situação é irracional (porque isso nem é conselho).

5. Elas Conseguem Falar Sobre Sentimentos…

Você só precisa ouvir.

Ansiedade não significa que a pessoa é incapaz de expressar sentimentos ou de se comunicar (exceto quando estão em estado de pânico. Durante um ataque de pânico elas não conseguem, e você nem deveria tentar puxar assunto nessa hora!).

Tirando essa exceção, eles ainda gostam de conversar e ainda gostam de falar sobre eles mesmos.

Eles vão dizer a você como eles se sentem.

Geralmente, quando as pessoas pensam em alguém com ansiedade, ou qualquer outro problema mental, elas acham que tal pessoa não consegue se comunicar.

Se a pessoa com ansiedade não fala muito, é porque ela escolheu não falar, geralmente por que outras pessoas já menosprezaram ela na última vez que ela se abriu.

Portanto, próxima vez que você achar que a pessoa ansiosa é incapaz de conversar, morda a língua e dê uma oportunidade para ela falar.

E não se esqueça de ouvir.

Leia também: Redes Sociais, Solidão E Ansiedade Nos Jovens

6. Elas Não Precisam De Alguém Perguntando O Tempo Todo “Você Está Bem?” Durante Um Ataque De Pânico.

Quando você ver alguém em estado de pânico e você sabe que a pessoa tem ansiedade, você realmente precisa perguntar “você está bem”?

Você já sabe a resposta.

O coração dela está batendo a um milhão por minuto, as mãos estão tremendo e suando, o peito está ficando apertado, todo o corpo está tremendo diante de tanta adrenalina e a mente acabou de ficar dominada pelo pela reação “luta ou fuga”.

Honestamente, a pessoa provavelmente está achando que vai morrer.

Portanto, em vez de perguntar se ela está bem, tente alguma coisa mais útil e construtiva.

Bons exemplos incluem:

  • – Lembre-se que você está respirando.
  • – Lembre-se de usar a técnica que ajudou você antes.
  • – Você quer que eu leve você para algum lugar mais calmo e mais seguro?
  • – Eu estou aqui se você precisar de mim (Nesse ponto, é melhor deixar ela sozinha, a menos que ela pedir companhia).
  • – Calma, isso é um ataque de pânico, não vai durar muito tempo.
  • – Você superou isso antes, e vai conseguir superar de novo.

O segredo de tudo isso é: se a pessoa pedir para ficar sozinha, deixe ela sozinha!

Ela já tem a experiência para lidar com os ataques de ansiedade.

Deixei a pessoa atravessar o momento do jeito que ela acha melhor.

7. Elas Admiram O Seu Apoio E Compromisso Com Elas.

Ansiedade é difícil para todo mundo envolvido, inclusive você.

Pessoas com transtorno da ansiedade generalizada ou síndrome do pânico e entendem isso, elas entendem a irracionalidade.

Elas entendem que você não fez coisas que gostaria só porque elas não podem.

Por tudo isso, a pessoa que sofre de ansiedade admira você e admira o fato de você continuar com ela, quando você simplesmente poderia se afastar.

Se existe uma coisa em comum que você vai encontrar em todas as pessoas com ansiedade é que elas pensam demais.

Parte desses pensamentos vão sempre para a pessoa que apoia elas, sempre.

Seu apoio sempre será admirado — não importa o tamanho desse apoio.

8. Elas Têm Dificuldade De Deixar As Coisas Para Lá.

Parte da ansiedade são os pensamentos acelerados e exagerados, mas para entendermos isso, precisamos entender de onde vem os pensamentos exagerados.

Quando uma pessoa encara um incidente traumático na vida — o que provavelmente já aconteceu com a pessoa com ansiedade —  as lembranças (se não forem superadas de maneira apropriada) podem ficar armazenadas na parte do sistema límbico do cérebro que a mente usa para determinar se nós estamos “correndo risco”.

A memória fica alojada de maneira completamente diferente, em uma região diferente do cérebro.

Isso faz o cérebro reagir de maneira diferente com essa memória.

O cérebro está ativamente procurando criar ligações entre a memória traumática e a situação presente que ele se encontra (parcialmente a causa do estado de alta tensão).

Quando o cérebro se vê nesse ciclo, esquecer de certas coisas pode ser muito difícil.

Quando o cérebro está treinado para permanecer nesse ciclo através da ansiedade prolongada, “deixar para lá” alguma coisa pode ser uma tarefa difícil.

Pessoas com ansiedade não conseguem “deixar para lá” com a facilidade como uma criança consegue, o cérebro não deixa, portanto não brigue com sua irmã, seus pais ou namorado ou namorada só porque eles não esquecem uma coisa que você fez ou disse.

9. As Mudanças Para Elas São Mais Difíceis (Até Mesmo Se A Mudança Já Era Esperada).

Todo mundo tem uma zona de conforto, com ansiedade ou sem.

Sair dessa zona de conforto já é difícil até para a pessoa mais bem ajustada, e deixar a zona de conforto é ainda mais desafiador para a pessoa com ansiedade.

Isso não é para ser confundido com a sensação de que pessoas ansiosas não gostam de mudanças e não gostam de sair de suas zonas de conforto, porque elas provavelmente vão ter sucesso depois que passarem pelo processo.

Elas apenas acham muito mais difícil do que o normal.

Um dos poucos alívios que a pessoa ansiosa tende a ter na vida para não sentir nenhum sintoma de ansiedade é quando ela pode ficar em casa ou dentro da zona de conforto, sem nenhuma grande mudança em volta dela.

Quando ela se depara com uma grande mudança, pode levar muito mais tempo para ela estabelecer uma zona de conforto novamente.

Lembre-se apenas de ter um pouco mais de paciência e compreensão com as pessoas que tem um transtorno de ansiedade.

Elas estão tentando superar esse problema.

Leia também: Como Lidar Com Seus Medos e Traumas Facilmente

10. Elas Não Estão (Nem Sempre) Ignorando Você Intencionalmente.

Parte do gerenciamento da ansiedade é controlar a voz interior silenciosa.

Às vezes essa voz consome muito tempo.

As coisas mais estranhas aparecem como consequência dos padrões obscuros de pensamento da pessoa com ansiedade.

Se ela se desligou da conversa, é provável que o pensamento obsessivo apareceu por causa de alguma coisa que acabou de ser dita ou ela está tentando acalmar esses pensamentos.

De qualquer forma, isso exige uma concentração enorme.

Ela não está ignorando você, pelo menos não intencionalmente.

Ela está apenas tentando evitar um curto-circuito mental bem na sua frente.

Você não precisa perguntar “você está bem?”.

Você também não precisa interrogar a pessoa por causa das coisas estranhas que viu.

Se for importante, tente gentilmente trazer ela de volta para a conversa quando ela parecer mais atenciosa.

Às vezes a mente da pessoa ansiosa é uma zona de guerra.

Elas vão se retirar de conversas sem avisar e vão se sentir mal por fazer isso depois que notar que agiu de maneira grossa.

Diga a ela que você entende e não esqueça de perguntar se ela compreende completamente qualquer coisa importante que vocês estavam discutindo, especialmente se o assunto envolve assumir alguma responsabilidade.

Anote se for preciso.

11. Elas Nem Sempre Estão Presentes.

Como mencionado no item 10, eles nem sempre estão presentes em uma conversa, mas não é só a conversa que dispara essa reação.

Eventos do dia a dia podem fazer qualquer pessoa se perder em algum ponto ou outro, mas para as pessoas com ansiedade, qualquer coisa serve como disparador de sintomas.

Elas vão mergulhar nas profundezas de suas mentes várias vezes e você provavelmente vai notar a cara de distração delas.

Ao contrário do que mostra os filmes românticos, nem sempre é uma boa ideia cutucar a pessoa enquanto ela está perdida nos pensamentos.

Se for absolutamente necessário, cutuque ela de forma bem Gentil.

Diga onde vocês estão, o que estão fazendo, mas não literalmente, porque a pessoa tem ansiedade e não perda de memória.

Ela vai agradecer você por fazer isso.

12. Elas Não Enxergam Ansiedade Como Uma Limitação (E Você Também Não Deveria).

O transtorno da ansiedade pode causar dor e sofrimento, mas nem sempre é uma limitação.

Ansiedade molda parte da pessoa em questão, mas no final das contas a ansiedade tem o potencial de melhorar a vida da pessoa.

Ela pode fazer a pessoa enxergar o mundo de uma maneira bastante diferente e isso tem um lado positivo.

Os sintomas são horríveis, os pensamentos obsessivos, o fato de deixar de ir a certos lugares ou eventos e todos os sintomas são horríveis, mas tudo na vida tem o potencial de ser horrível.

Só porque pode ser horrível levar a vida com um transtorno de ansiedade, isso não significa que a pessoa ansiosa escolhe enxergar dessa maneira, pelo menos não o tempo todo.

Lembre-se de que parte da personalidade dela é ansiedade.

Lembre-se de que parte dela, a compilação das experiências na vida dela, incluem ansiedade.

Pode ter alguns benefícios também, e muitas pessoas com ansiedade escolhem enxergar esses benefícios, especialmente quando estão melhorando.

E você deveria também.

Leia também: Síndrome Do Pânico: 3 Depoimentos Incríveis

13. Pessoas Com Ansiedade São Incríveis!

Assim como qualquer outra pessoa no planeta, elas são incríveis!

É por isso que você ama ela, não é?

É muito fácil concentrar só no lado negativo de qualquer problema, especialmente transtornos envolvendo a saúde mental, mas parte de superar os problemas é lembrar de como a pessoa se transformou positivamente.

Escolha ver os benefícios.

Escolha ver o lado positivo de cada situação, escolha enxergar que seu amigo ou parente com ansiedade é uma pessoa incrível.

Se eles podem, você também pode.

Tenha isso em mente e toda sua experiência será muito mais fácil, mas pode não ser se você não seguir essas 13 dicas.

Nós somos humanos e somos únicos.

O que funciona para um pode não funcionar para outro, mas existe uma coisa que sempre funciona: compaixão.

Se você extrair alguma coisa desse artigo, que seja o fato de que todo mundo — especialmente aqueles que estão sofrendo com algum transtorno — merece amor e compaixão, é só espalhar.

0 comentários… add one

Leave a Comment