Acabe HOJE com os sintomas que você está sentindo

4 Maneiras Como O Açúcar Pode Estar Prejudicando Sua Saúde Mental

Uma dieta rica em açúcar tem impactos tanto na saúde física quanto na saúde mental.

A maioria das pessoas sabem que comer sobremesas demais e alimentos processados podem contribuir para problemas de saúde físicos como a obesidade e diabetes tipo 2.

No entanto, muito menos atenção tem sido dada para os impactos de uma dieta rica em açúcar na saúde mental, mesmo quando inúmeros estudos mostram os efeitos prejudiciais que um vício por açúcar pode ter no humor, capacidade de aprendizado e qualidade de vida.

Além de inflar a cintura, o açúcar e outros adoçantes, incluindo o xarope de milho de alta frutose, mel e melaço podem contribuir para um número de problemas de saúde mental:

1. Depressão

A montanha-russa de níveis altos de açúcar no sangue seguido de uma diminuição abrupta pode piorar os sintomas de transtornos como a depressão.

Pesquisas têm associado o consumo pesado de açúcar a um risco aumentado de depressão e piores resultados em indivíduos com esquizofrenia.

Existem algumas teorias explicando essa ligação.

O açúcar reprime a atividade de um hormônio chamado BDNF que é baixo em indivíduos com depressão e esquizofrenia.

O açúcar também é a raiz da inflamação crônica, que tem impacto no sistema imunológico, no cérebro e outros sistemas no corpo.

Também tem impacto na depressão.

É interessante notar que países com alto consumo de açúcar também têm uma alta taxa de depressão.

Leia também: Açúcar E Ansiedade: Devo Cortar Tudo Que É Doce?

2. Vício

Apesar de controverso, um número crescente de evidências aponta o potencial viciante do açúcar.

Assim como drogas ilícitas, o açúcar e alimentos processados, em menor grau, também provocam uma enchente da química do bem-estar dopamina no cérebro.

Com o tempo isso muda o funcionamento do cérebro.

Em um estudo feito por pesquisadores da Universidade de Yale, um simples copo de milkshake ativou os mesmos mecanismos de recompensa no cérebro que a cocaína entre as pessoas com hábitos viciantes de alimentação.

Um estudo de 2007 mostrou que ratos incrivelmente preferiram água com açúcar a cocaína.

Ratos alimentados com produtos açucarados e gordurosos demonstraram sintomas clássicos de vício incluindo sintomas de abstinência quando pararam de receber esses ingredientes.

3. Ansiedade

A dieta moderna, que está cheia de açúcar e gordura, não causa ansiedade necessariamente, mas parece piorar os sintomas da ansiedade e prejudicar a capacidade do corpo de lidar com o estresse.

Indivíduos que sofrem de síndrome do pânico, por exemplo, ficam super alertas a sinais de perigo iminente.

O açúcar pode causar visão embaçada, dificuldade de pensar e fadiga, sintomas que podem ser interpretados como sinais de um ataque de pânico, aumentando assim a preocupação e o medo.

Um disparo e mergulho nos níveis de açúcar no sangue pode causar tremores e tensão, o que pode piorar ansiedade.

Pesquisas estabeleceram uma correlação entre o consumo de açúcar e ansiedade.

Em um estudo de 2008, ratos que passaram por uma maratona de consumo de açúcar e depois ficaram em jejum mostraram ansiedade, e em um estudo de 2009, ratos alimentados com sacarose ficaram mais propensos a sofrer de ansiedade.

Embora mudanças na dieta não consiga curar ansiedade completamente, pode minimizar os sintomas, aumentar a energia e melhorar a capacidade do corpo de lidar com o estresse.

4. Aprendizado E Memória

O açúcar também pode comprometer suas habilidades cognitivas como aprendizado e memória.

Em um estudo feito em animais pela Universidade da Califórnia, seis semanas de consumo de uma solução à base de frutose parecida com refrigerante fez os ratos se esquecerem do caminho para fora de um labirinto, enquanto que ratos que comeram alimentos nutritivos encontraram a saída mais rápido.

A dieta rica em açúcar causou resistência à insulina, o que consequentemente prejudicou a comunicação entre as células cerebrais que abastecem a formação de memória e aprendizado.

Ao reconhecer esses e outros riscos, as tendências no consumo de açúcar parece estar mudando.

As pessoas estão consumindo menos açúcar… Cerca de 13% das calorias diárias… O que ainda é muita coisa, mas é um progresso claro, já que uma década atrás a taxa era de 18%.

Nosso organismo não foi desenvolvido para administrar a quantidade de açúcar que tem se tornado comum na dieta moderna.

Pelo menos agora nós estamos começando a reconhecer que a mente e corpo estão intrinsecamente conectados e os dois devem ser bem nutridos para uma saúde otimizada.

0 comentários… add one

Leave a Comment